Trabalhos sociais que eram importantes para o bairro perderam a força por falta de recursos como alimentos e dinheiro.

Uma reportagem do New Yotk Times mostra a Igreja Batista Canaan, no Harlem, bairro de Nova York, praticamente vazia de fiéis, tendo como público apenas turistas que assistem as pregações sentados na galeria.

A imagem mostra a atual situação das igrejas daquele bairro que já foi o centro da cultura afro-americana. A mudança do Harlem, hoje habitado por famílias mais abastadas, afeta diretamente as igrejas protestantes da região.

A Batista Canaan perdeu 500 fiéis nos últimos 13 anos, fator que afeta diretamente os valores arrecadados no dízimo. O número de arrecadação caiu 20%, mas o que realmente tem sido prejudicado são os trabalhos sociais que a igreja lidera na comunidade.

Os fundos voltados para programas sociais se esgotaram, a igreja mantinha um valor separado para ajudar famílias a pagar aluguéis e contas de eletricidade. Chegou até a faltar alimentos para serem distribuídos à população carente.

Apesar de a situação ser parecida, em outras igrejas como a Batista Convent Avenue, o pastor sênior do ministério Canaan, reverendo Thomas D. Johnson Jr, acredita que as igrejas do Harlem não desaparecerão.

“Acredito que a Canaan e todas nossas igrejas fortes no Harlem estão decidas a não desaparecer. Essa instituição precisa sobreviver, não apenas pela congregação, mas por que representamos”, disse.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]