Dívidas bancárias de hipoteca podem resultar no fechamento da maior igreja evangélica no estado de Indiana, Estados Unidos.

Tida como a 15ª maior congregação dos Estados Unidos, a Family Christian Center (Centro Cristão da Família, em tradução livre) a igreja é conhecida por suas inovadoras produções visuais e musicais e possui cerca de 18 mil membros. Agora, está enfrentando um processo por uma dívida bancária de aproximadamente US$ 600 mil.

As informações foram reveladas pelo Christia Post, que levantou dados do Tribunal Superior do condado de Lake, e descobriu que foram registrados pedidos de execução hipotecária contra a igreja por parte do First National Bank, de Illinois, além do Internal Revenue Service e de administradora de condomínios, Sutton Place.

Em 04 de janeiro, a dívida da igreja chegava a US$ 604.447,02, e segundo uma investigação feita anteriormente, a má administração das ofertas e dízimos teria sido a causa da iminente falência da congregação. O Christian Post publicou que milhões de dólares foram gastos por ano com o pagamento de líderes da igreja e também com regalias, como viagens, refeições, combustível de aviação e outros, enquanto os pagamentos da hipoteca ficavam atrasados.

Procurada pela reportagem do portal, a direção da igreja não se manifestou, e uma das recepcionistas afirmou que a igreja não iria fechar as portas: “Nós não estamos em em processo de encerramento!”, frisou.

Essa não é a primeira vez que a Family Christian Center enfrenta um processo de pedido de falência. Em 2011, a União Cristã Evangélica , sediada na Califórnia, registrou um processo contra a igreja por falta de pagamento da hipoteca de um templo em Munster, também no estado de Indiana.

O pastor da igreja, Steve Munsey, afirmou que “não sabe o que fazer, mas confia em Deus”, a respeito da solução do caso.

[b]Fonte: Gospel+[/b]