A norte-americana Renne Murdoch, de 44 anos, está internada em estado grave no Hospital Municipal Miguel Couto, no Rio de Janeiro, com traumatismo craniano, após ter sido agredida na manhã desta sexta-feira (26) na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Renne mora no Rio há 12 anos, onde faz trabalho missionário com o marido, o pastor Philip Murdoch, fundador da Igreja Luz às Nações (Ilan). O casal possui quatro filhos.

A assessora da Ilan, Hanna Martins, afirmou que Renne foi agredida com um pedaço de madeira quando caminhava próximo à orla. A Guarda Municipal disse à assessora que Renne ficou desacordada e foi encaminhada ao hospital. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Renne passou por uma cirurgia e permanece no Centro de Terapia Intensiva.

De acordo com informações da 16ª Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca), o morador de rua Alexandre Luís de Oliveira Francesco, de 38 anos, foi preso em flagrante e autuado pelo crime de tentativa de homicídio. Ele estava depredando um quiosque quando a vítima passou por ele e foi agredida.

Ainda conforme informações da delegacia, não há confirmação de que o morador de rua seja usuário de crack, e ele aparentava sintomas de deficiência mental.

Fiéis da Igreja da pastora norte americana agredida na orla da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, promoveram uma manifestação contra a violência no bairro neste sábado, com oração na praia onde ocorreu o ataque.

[b]Fonte: Cruzeiro do Sul
[/b]