O vice-presidente da Comissão Pontifícia para a América Latina, monsenhor Luis Robles Díaz, morreu repentinamente, informou ontem a Secretaria de Estado do Vaticano.

Robles Díaz, mexicano e arcebispo de Stefaniaco, foi núncio apostólico em Cuba, por nomeação do Papa João Paulo II, entre 1999 e 2003, ano em que foi designado para o cargo na Comissão Pontifícia.

Antes de sua chegada a Cuba, Robles Díaz foi pró-núncio em Uganda.

Ordenado sacerdote em 1963, tornou-se bispo em 1985.

A Secretaria de Estado do Vaticano e o presidente da comissão, o cardeal Giovanni Battista Re, expressaram sua dor pela morte de Robles Díaz, segundo a “Rádio Vaticana”.

Fonte: EFE