[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/top/smart/media.guiame.com.br/archives/2015/04/13/169620771-joide-miranda.jpg[/img]

Faleceu neste domingo (12), o pastor Joide Miranda, que ficou conhecido por seu testemunho impactante de libertação da homossexualidade e ministrava em diversas igrejas, pregando em compartilhando sua história.

Joide estava internado no Hospital Santa Rosa, na cidade de Cuiabá, para tratar de uma complicação em sua saúde e morreu após sofrer uma parada cardíaca. O pastor morava com sua esposa, a missionária Edna e seu filho na capital do estado.

Segundo informações repassadas pela família do pastor, o velório se realizará na Igreja Batista Nacional peniel, no Bairro Morada de Ouro, em Cuiabá.

Além das informações sobre o velório, a família também relembrou a história de transformação e o forte testemunho do pastor.

“É com muita tristeza que comunicamos a partida do nosso guerreiro pastor Joide Miranda. Joide foi um testemunho vivo do poder de Deus. Joide teve seu corpo, sua mente e alma completamente transformados pelo poder de Cristo, o que ele fez questão de anunciar em todos esses anos de ministério”, disse parte da nota de falecimento, publicada em uma postagem da página do Ministério de Joide Miranda.

A nota também pediu que todos orassem, pedindo pelo conforto de Deus à família neste momento de dor.

“Sentiremos saudades e choramos a dor da ausência, mas estamos consolados em saber que Joide agora está com o amado da sua alma, o seu salvador, o seu Senhor, o seu amor maior, por quem viveu e de quem testemunhou todos os dias da sua vida. Ore por toda a família de Joide para que dia após dia possamos lidar com a ausência do nosso querido”, acrescentou.

Aos 14 anos, Joide assumiu sua homossexualidade e se tornou travesti. Durante esse tempo, colocou próteses de silicone para os ‘seios’ e chegou a injetar silicone industrializado nos quadris. Após sua conversão, aos 26 anos de idade, ele conseguiu retirar as próteses.

[b]Ministério
[/b]
Joide fundou a Associação Brasileira de ex-Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABexLGBTTs), além de ter lançado um livro com seu testemunho, que ganhou grande projeção, edificando vidas e gerando polêmicas entre militantes LGBT.

“Mas Joide carregava no corpo as marcas de uma vida pregressa. Marcas das quais ele não se envergonhava de falar, ao contrário, elas eram provas da transformação que ele pregava. Marcas que afetaram sua saúde mas que não foram impedimento algum para que ele cumprisse o chamado que recebeu do Senhor”, destacou outro trecho da nota.

[b]Pedidos de socorro
[/b]
Seu ministério era focado em dar seu testemunho de vida e auxiliar pessoas que desejavam mudar de vida. Seu trabalho era dialogar com as pessoas. “Se eles quiserem sair dessa vida, mostramos que tem uma luz. Porém, que não quiser não podemos fazer nada”, explicou ao G1.

Ele e a esposa contaram recentemente que recebem incontáveis pedidos de ajuda. Isso inclui e-mails e telefonemas de pessoas da Alemanha, Japão e França. Muitas dessas pessoas mostram o desejo de voltar a serem heterossexuais. Parte dos pedidos é feita por pais e mães que não concordam com a sexualidade dos filhos.

Por divulgar o que chamava de “restauração sexual”, ele e a mulher seguidamente recebiam ofensas de ativistas gays. Uma ameaça de morte já foi direcionada a eles na internet.

Joide contou que dois homens chegaram a persegui-lo nas igrejas após as pregações. Para ele, existe uma diferença clara. “Meu discurso é para mostrar que os homossexuais são pessoas iguais a todas as outras”.

“Os homossexuais são pessoas maravilhosas, profissionais excelentes e não gostam de parada gay e exposição. Os ativistas gays é que agridem e nos chamam de homofóbicos e fundamentalistas”, esclarece.

Notícias sobre o pastor Joide Miranda:

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=25915]Ex-travesti, pastor Joide Miranda revela sua intimidade em livro[/url]

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=26001]Ex-travesti afirma que terapia é fundamental para deixar a homossexualidade[/url]

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=31821]Ex-travesti, pastor que hoje é casado diz já ter recebido ameaças de morte
[/url]

[b]Fonte: Guia-me[/b]