Francisco é o tema da edição de fevereiro da revista de cultura e entretenimento, que destaca sua postura diferente na condução da Igreja católica.

O mais alto representante da Igreja Católica na capa de uma das revistas de cultura pop mais importantes do mundo. Esse é mais um feito do Papa Francisco, que, mais uma vez, provou seu potencial midiático.

[img align=left width=300]http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2014/01/28/Papa-pop-e-capa-de-revista/newsDetails/0/imageBinary/Papa-RollingStone.jpg[/img]A publicação anunciou nesta terça-feira, 28, em seu site, que o pontífice será a capa e o perfil da próxima edição da Rolling Stone, que chega às bancas em 31 de janeiro. O editor Mark Binelli contribui com a revista ao viajar para o Vaticano e traçar um perfil do primeiro Papa latino-americano da História.

No texto, o jornalista destaca a maneira como Jorge Mario Bergoglio vem tratando as questões da Igreja, enfatizando o discurso de priorização dos valores sentimentais em detrimento dos materiais e seu aparente posicionamento acerca de questões polêmicas como a homossexualidade e os crimes cometidos por membros da Igreja Católica.

O restante do perfil aponta o Papa Francisco como o agente da mais importante mudança da Igreja dos últimos anos e destaca, também, como seu discurso vem incomodando a ala mais conservadora da política e da sociedade norte-americana.

É a primeira vez que um Papa aparece na capa da Rolling Stone, cuja tradição é estampar rostos idolatrados da cultura pop ou personalidades polêmicas de outras esferas da sociedade. O pontífice argentino também estampou a página inicial de outras publicações desde quando assumiu o mais alto posto da Igreja. No fim do ano, ele foi eleito a Personalidade do Ano da revista Time e o Homem do Ano pela edição italiana da Vanity Fair.

Na semana passada, ele voltou sua atenção aos usuários das mídias digitais, dizendo, no discurso pelo Dia Mundial das Comunicações, que “a internet é uma coisa de Deus” e que as pessoas deveriam usar a web para estreitar seus laços, preservando sempre o respeito às opiniões alheias.

[b]Fonte: Meio & Mensagem[/b]