O papa Francisco externou o desejo de ver os cristãos unidos novamente, superando diferenças históricas e debates teológicos, durante um sermão na basílica de São Paulo, em Roma.

A celebração contava com a presença de líderes ortodoxos, anglicanos e outras tradições cristãs, segundo informações da agência Associated Press.

A proposta de trilhar o caminho da reconciliação, segundo Francisco, surgiu da esperança de curar as divisões existentes há séculos no meio cristão.

O evento era o encerramento de uma semana de reuniões realizadas em Roma durante toda a última semana, e em outras cidades mundo afora, com o objetivo de promover a unidade cristã.

Em seu sermão, Francisco afirmou que as divisões entre os cristãos prejudicam o trabalho de difusão do Evangelho no mundo, e exortou as lideranças presentes a continuarem com humildade “no caminho para a restauração da plena unidade visível”.

No encerramento de sua mensagem, Francisco clamou a Deus por ajuda para superar “os nossos conflitos, nossas divisões e nosso egoísmo”, descritos pelo papa como obstáculos para a unidade.

[b]Fonte: Gospel+
[/b]