Anne Graham Lotz é escritora e evangelista. (Foto: Facebook/Anne Graham Lotz)
Anne Graham Lotz é escritora e evangelista. (Foto: Facebook/Anne Graham Lotz)

“O que você sabe sobre aquele que Jesus prometeu que pediria ao Pai para nos dar, na Sua ausência? Quanto você sabe sobre o Espírito Santo?”.

A pergunta um tanto inusitada foi feita pela escritora e evangelista Anne Graham Lotz, filha do falecido pastor Billy Graham, em um artigo recente para o site Charisma News. O texto teve como passagem bíblica central, o livro de João, capítulo 14, versículos 16-17.

Anne Graham explicou que seu questionamento se deu, justamente porque ela não aprendeu sobre o Espírito Santo logo que se converteu.

“Quando me entreguei a Jesus como meu Salvador, presumi que o Espírito Santo havia sido ‘designado’ para mim. Eu pensei que Ele tinha entrado na minha vida porque não tinha opção. A minha vida agora era Seu ‘trabalho’, Sua responsabilidade”, confessou.

“Minha visão sobre Ele era estritamente profissional, um defensor perfeccionista de detalhes e alguém que me manteria na linha até que um dia Ele me apresentasse ao Pai e dissesse algo como: ‘Aqui está ela… Eu fiz o Meu melhor para trabalhar com o que eu tinha’. Esse equívoco prejudicial poderia ter me levado a viver uma mentira, como eu teria tentado impressioná-lo. Eu poderia ter me queimado tentando conquistar Seu amor”, acrescentou ela.

A evangelista continuou seu testemunho pessoal, relatando que ao ler a Bíblia, passou a refletir sobre a relação dela com o Espírito Santo.

“Um dia, enquanto lia minha Bíblia, fui tomado pelo seguinte: ‘Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção’ (Ef 4:30, NVI). Embora eu entenda que as Escrituras estão nos alertando para não pecar intencionalmente, intencionalmente, a palavra ‘entristecer’ pegou e prendeu minha atenção”, afirmou.

“Eu refleti sobre a tristeza em minha própria vida e sabia que tinha experimentado essa emoção apenas quando eu me importava profundamente com alguém ou alguma coisa. Eu sofri quando minha mãe foi para o céu. Fiquei triste quando meu marido a seguiu até lá oito anos depois. Eu sofri quando meu pai se juntou a ambos. E percebi que ‘tristeza’ é uma palavra de amor. Eu sofro porque amo minha mãe, meu marido e meu pai”, destacou.

Anne Graham explicou que esta nova percepção foi essencial para perceber que o Espírito Santo tem uma relação de amor com os filhos de Deus e não apenas algo “profissional”, como ela pensava logo após sua conversão.

“Essa percepção iluminou meu pensamento quando percebi que, se posso entristecer o Espírito Santo, é porque Ele me ama. O Espírito Santo me ama! Esse foi um pensamento profundo e revolucionário. Ele não é apenas um parceiro profissional. Ele não é apenas designado para mim. Ele não vive dentro de mim porque tem ‘obrigação’ de fazer isso. Ele vive dentro de mim porque quer isso. Ele se preocupa profundamente com o que eu faço e com quem eu me torno”, ressaltou.

“Ele não só está espiritual e praticamente envolvido em minha vida, mas também está emocionalmente envolvido em quem eu sou e quem eu devo ser. Que diferença essa simples verdade fez na minha perspectiva! Eu posso ser eu mesma com o Espírito Santo. Eu não tenho que estar ‘ligada’. Eu posso relaxar e ser transparente com Ele. Eu posso confiar Nele completamente porque Ele realmente me ama!”, acrescentou.

A evangelista caminhou para a conclusão de seu artigo, lembrando que não há motivos para os filhos de Deus conquistarem o amor do Espírito Santo ou tentarem impressioná-lo. Esse amor já existe, já está sobre aqueles que entregaram suas vidas a Cristo e é essa relação que precisa ser cada vez mais próxima.

“O Espírito Santo te ama também! Ele se importa profundamente com o que você se importa, porque Ele se importa com você (veja 1 Pe 5: 7). Não importa o quão pequena ou grande seja a sua preocupação. Ele se importa. Ele te entende. Ele quer o que é melhor para você. Ele deseja que você cumpra o seu propósito dado por Deus”, disse.

“Ele quer aliviar seu fardo, resolver seu problema, confortar seu coração partido, curar suas feridas, ajudar você a passar pelo do vale da sombra, lhe cobrir de bênçãos e bênçãos. E sim, Ele quer te fazer santo, porque Ele te ama! Ele irá fazer com que todas as coisas cooperem para o seu bem (veja Romanos 8:28). Então relaxe. Pare de tentar impressioná-lo. Pare de trabalhar tão duro para ganhar o Seu amor. Seja aberto, honesto e transparente. Viva com a confiança de que você é profundamente, incondicionalmente, permanentemente amado por Ele”, finalizou.

Fonte: Guia-me com informações de Charisma News