Um pastor da Igreja Batista começa hoje a ser julgado nas Varas Criminais de Lisboa por alegados abusos sexuais de duas menores.

O caso remonta ao período entre 2008 e 2009, momento em que o indivíduo, hoje com 34 anos, teria abusado das vítimas, a sua enteada e uma prima dela, com 10 e 15 anos na época.

Os abusos teriam sido cometidos numa casa em Lisboa e noutra em Loures, tendo o acusado residido nesta última mais tarde, com a mãe da vítima mais nova. O casal ainda teve uma filha em comum, mas separou-se quando a mulher teve conhecimento dos crimes.

O pastor teria ameaçado as vítimas.

[b]Fonte: A Bola – Portugal[/b]