A Receita Federal arrecadou R$ 434 mil no terceiro leilão do ano de produtos apreendidos na Alfândega do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na semana passada. Mais uma vez, a aeronave ano 2005 modelo Cessna Citation X, que tinha lance mínimo de R$ 9 milhões, não foi arrematada. Esta foi a segunda tentativa de vender o jato feita pelo órgão.

[img align=left width=300]http://i2.wp.com/www.jmnoticia.com.br/wp-content/uploads/2016/08/foto_aviao_1.jpg[/img]Em junho, no primeiro leilão, o Cessna Citation X também encalhou. Na ocasião, o lance mínimo era de R$ 13 milhões. Agora, a Receita estuda a possibilidade de realizar um novo pregão específico para a aeronave, talvez ainda em agosto, com lance mínimo a ser definido.

O avião pertencia à Igreja Universal do Reino de Deus da Argentina e foi retido em fevereiro de 2012 por falta de documentação. De acordo com a Receita Federal, não foram apresentados pela tripulação nome e endereço do proprietário da aeronave com prefixo argentino, o relatório das últimas entradas no Brasil desde 2010 e o contrato de hangar.

No processo que correu na 19ª Vara Cível do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo, e que determinou a alienação da aeronave há a informação de que o jato foi comprado junto à Cessna Finance Corporation, nos Estados Unidos, em fevereiro de 2010, por US$ 11, 9 milhões, o equivalente a R$ 38,9 milhões em valores atualizados. Segundo a Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) existem apenas seis aeronaves deste modelo no Brasil.

[b]Crise[/b]

O piloto Patrick Leão, que é sócio de uma empresa de compra e venda de aeronaves, acredita que, mesmo com uma redução no preço, a aeronave deve encalhar em um novo leilão.

O motivo seria a crise econômica. Hoje, um jato novo custaria US$ 25 milhões, aproximadamente R$ 81,7 milhões.

“Esse é o melhor jato do mundo, com uma aerodinâmica inspirada em jatos de guerra. Apenas para dar partida no jato o proprietário vai gastar US$ 4 mil, quase R$ 13 mil. Um modelo 2005, igual ao que a Receita está leiloando, custa US$ 5,6 milhões, quase R$ 19 milhões. O lance mínimo de R$ 9 milhões está bem abaixo do valor de mercado. A vantagem de comprar do fabricante é poder parcelar. No leilão, teriam que pagar à vista e nem todo mundo está podendo”, conta Patrick.

De acordo com a fabricante Cessna, o Citation X é o avião civil mais rápido do mundo em sua categoria. Seu modelo X+ bateu o recorde e atingiu velocidade máxima de mach 0,952, 95% da velocidade do som.

O número mach é uma unidade relativa que expressa a razão entre a velocidade de um objeto e a velocidade do som. Essa aeronave tem um alcance intercontinental e consegue voar de Los Angeles a Nova York em 4 horas, uma hora a menos se comparado com outros jatos executivos.

O modelo apreendido não fica muito atrás e possui mach de 0.925, o que significa que ele atinge quase 92% da velocidade do som, aproximadamente, 990 quilômetros por hora. O jato tem consumo de 386 litros de combustível por hora, fazendo dele não apenas o business jet mais rápido, mas também o mais eficiente em consumo de combustível. A autonomia do jato permite que ele consiga voar por quase 6 mil quilômetros, o que seria suficiente para fazer uma viagem de Porto Alegre para Manaus sem escalas ou mesmo de Brasília para Miami.

O jato possui dois motores Rolls-Royce e um sistema que controla o desempenho do motor para os pilotos. Além de diminuir o trabalho de quem pilota, o sistema também diminui o desgaste dos motores.

O interior do jato é equipado com telas de LCD, DVD, Blu-ray e telefone e os passageiros contam com uma tela digital que apresenta informações sobre a velocidade, a altitude e a localização da aeronave no globo terrestre.

A cozinha da aeronave possui refrigerador, forno de microondas, espaço para louças e talheres personalizados. O banheiro é amplo e possui até mesmo um armário para armazenar malas de viagem. Neste modelo de avião o compartimento de bagagem é aquecido e pressurizado e tem capacidade para 350 kg.

Quem arrematar a aeronave terá que de regularizar a documentação junto às autoridades competentes. Todo o dinheiro arrecadado no leilão será revertido à Previdência Social e ao Fundo Especial de Desenvolvimento de Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf).

[b]Fonte: JM Notícia com informações de G1[/b]