A pesquisa perguntou se os torcedores acreditam se é Deus quem escolhe os finalistas da competição e se Ele responde a orações que pedem Sua intervenção em resultados esportivos.

Nas vésperas de grandes eventos esportivos um assunto muito comentado é a fé e a superstição de atletas e torcedores e, principalmente, a crença dessas pessoas de que algo além do desempenho esportivo dos atletas pode interferir nos resultados. Com a proximidade do playoff (semifinais) da NFL, campeonato de Futebol Americano dos Estados Unidos, uma pesquisa analisou essa relação entre o amor pelo esporte e a fé.

Realizada pelo Public Religion Research Institute a pesquisa ouviu 1011 pessoas, que revelaram se acreditam ou não se será Deus a escolher os finalistas da competição esportiva e também se Ele responde a orações que pedem Sua intervenção em resultados esportivos.

De acordo com a pesquisa, metade dos fãs de esportes dos Estados Unidos acredita que Deus, ou alguma outra força sobrenatural, interfere de alguma forma nos jogos que eles assistem. Esse número inclui os torcedores que oram a Deus para ajudar o time que acompanham (26%), os que acreditam que seu time tenha sido amaldiçoado de alguma forma (25%), e os que acreditam que Deus determina diretamente quem serão os vencedores em campo (19%). No geral, segundo a pesquisa, metade dos norte-americanos se enquadra em um desses grupos.

– Com os americanos em sintonia com o Super Bowl deste ano, a metade dos fãs – como muitos como 70 milhões de americanos – acreditam que pode haver um décimo segundo homem em campo influenciando o resultado afirma o CEO Instituto do Public Religion Research Institute, Robert Jones.

Segundo o Huffington Post, a crença em uma intervenção divina nos esporte é maior entre os evangélicos.

A pesquisa levantou também dados sobre a crença em uma recompensa divina para os atletas religiosos e revelou que 48% dos entrevistados acreditam que Deus recompensa esses atletas de alguma forma, seja com saúde ou com sucesso.

[b]Fonte: Gospel+[/b]