Todos os 79 PMs e os 45 bombeiros de Santa Catarina serão expulsos, muitos deles que estão terminando o curso de formação já estão em serviço.

Um inquérito policial está apurando o uso de diplomas falsos do curso de teologia que foram apresentados por 79 PMs e 45 bombeiros. Para poder exercer a função é preciso ter curso superior e para conquistar a vaga esses acusados teriam conseguido esse documento de forma ilegal.

Os diplomas apresentados são de um curso a distância oferecido por uma faculdade de Boa Vista, em Roraima, que foram intermediados pelo Instituo de Educação Advanced, nenhuma das instituições são reconhecidas pelo MEC.

O setor de inteligência da polícia detectou a fraude depois de notar a quantidade de diplomas de teologia que foram apresentados pelos inscritos e passou a averiguar o caso.

O proprietário do Advanced, Ademir Dalmarco, já prestou depoimento na delegacia, afirmando que os diplomas são válidos e que a regularização junto ao MEC está sendo realizada, faltando apenas algumas pendências burocráticas.

De acordo com o UOL, o chefe de gabinete da PM, coronel João Schorne, disse que já está comprovado que essas pessoas tentaram fraudar o concurso de acesso. O caso que deu origem à investigação é de um soldado que conseguiu o diploma de ensino superior antes de concluir o segundo grau.

No final do inquérito os soldados que cometeram o crime de fraude serão expulsos da corporação como afirmou o procurador Sidney Dalabrida.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]