Crucifixos
Crucifixos

Portugal é o país da Europa ocidental em que uma maior percentagem da população se identifica como cristã, 83%, acima mesmo de países com Itália (80%) e Irlanda (80%).

De acordo com o estudo do Pew Research Center, “Ser cristão na Europa Ocidental”, Portugal só fica atrás da Itália na percentagem de cristãos praticantes – que dizem frequentar a igreja -, ainda assim estes são apenas 35%. Já os que se consideram não praticante são 48% e 15% os que se dizem sem religião.

A pesquisa envolveu mais de 24 mil entrevistas telefônicas em 15 países da Europa Ocidental, entre abril e agosto de 2017.

A conclusão é que a maior parte dos europeus se identifica como cristãos não-praticantes, mas que ainda assim essa herança tem impacto nas atitudes relativamente aos imigrantes e sociedade.

Os cristãos portugueses revelaram-se mais abertos ao Islã do que os do resto da Europa: 35% dos praticantes consideram que o Islã é incompatível com a cultura e os valores do seu país, em comparação com 53% a 67% dos cristãos finlandeses, italianos, austríacos, dinamarqueses, alemães, holandeses e suíços.

Os não praticantes são mais tolerantes e só 26% respondem da mesma forma.

Quanto aos que não se identificam com nenhuma religião, Portugal, Itália e Irlanda têm as percentagens mais baixas, 15%. Na Holanda chega em 48% e 43% da Noruega. Demograficamente, este grupo é relativamente novo e educado, e sobretudo masculino.

Apesar de não se reverem na religião organizada, em Portugal 47% desde grupo acredita em deus ou numa força espiritual no universo.

Além de Portugal, participaram da pesquisa Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Itália, Holanda, Noruega, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido.

Fonte: Diário de Notícias – Portugal