Prédio que abriga escola primária desaba em Lagos, na Nigéria - 13/03/2019 (Foto: Temilade Adelaja/Reuters)[1]
Prédio que abriga escola primária desaba em Lagos, na Nigéria - 13/03/2019 (Foto: Temilade Adelaja/Reuters)[1]

Um prédio residencial de quatro andares que abrigava uma escola de ensino primário desmoronou em Lagos, na Nigéria, nesta quarta (13). 

Ao menos oito pessoas morreram, segundo serviços de emergência. Cerca de cem alunos estavam no local, além de funcionários. 

“Já resgatamos 25 pessoas [dos escombros], algumas mortas”, disse o governador do estado de Lagos, Akinwunmi Ambode, à agência Reuters. Dez crianças foram recuperadas vivas. A maioria das pessoas segue soterrada.

Segundo um jovem que participou da operação de salvamento, ao menos dez crianças estão presas nos escombros, “aparentemente vivas”. Centenas de pessoas acompanham os resgates. 

Desabamentos mortais ocorrem com frequência na Nigéria, devido ao rotineiro desrespeito às regras de construção e a pouca fiscalização.

O incidente mais conhecido ocorreu em setembro de 2014, quando 116 pessoas, incluindo 84 sul-africanos, morreram em Lagos após o colapso de um prédio de seis andares no qual um proeminente tele-evangelista, Joshua TB, estava pregando. 

A investigação encontrou falhas estruturais do edifício, cuja construção era ilegal. 

Em 2016, ao menos 60 pessoas morreram quando uma igreja caiu na região sudeste do país. No mesmo ano, um prédio de cinco andares que estava em construção também desabou, matando ao menos 30 pessoas.

Houve uma terceira queda em 2016: uma escola flutuante construída em Lagos para ser à prova de tempestades desmoronou, mas não deixou feridos.​

Fonte: Folha de S. Paulo