O objetivo do PT é evitar o boicote pregado por parte da cúpula da Igreja aos petistas na campanha de 2010.

O PT quer aproximar o ministro Fernando Haddad (Educação), pré-candidato do partido à Prefeitura de São Paulo, de líderes católicos para eliminar vestígios do boicote pregado por parte da cúpula da Igreja aos petistas na campanha de 2010.

Já próximo do padre Rosalvino Viñayo, de Itaquera, o ministro da Educação estará com d. Angélico Bernardino, da Brasilândia.

A despeito da resistência interna à candidatura de Haddad à prefeitura da capital, dirigentes avaliam que Lula, seu mais obstinado cabo eleitoral, ainda não entrou em campo para colocá-lo definitivamente no páreo.

“Quando ele mergulhar de cabeça, ninguém segura”, afirma um grão-petista.

[b]Fonte: Folha de São Paulo
[/b]