Durante o mês de julho, a Portas Abertas está promovendo uma campanha de oração pela Igreja no mundo muçulmano.

“Vocês são o sal da terra e a luz do mundo.” Mateus 5.13-16

“Muitas lanternas decorativas são instaladas nas janelas e varandas no mês do ramadã. A vida noturna é muito vibrante, alegre e autêntica. Os ruídos da rua parecem não ter fim! A vida diurna no ramadã, porém, é muito diferente – e de muitas maneiras desafiadora! Os jejuadores ficam mais cansados, exaustos e impacientes, devido às longas horas de jejum. Dessa forma, dominados pela exaustão física, é possível que algumas pessoas fiquem mais hostis e agressivas do que o habitual.

Nossas famílias cristãs enfrentam desafios durante esse mês. Para os muçulmanos, somos as pessoas que ‘não jejuam’! Somos vistos como estranhos e incrédulos, uma vez que não jejuamos com eles durante esse mês que consideram sagrado.

De muitas maneiras, o ambiente fica triste e deprimente ao longo do mês. Nossas crianças são por vezes confrontadas por seus amigos muçulmanos com perguntas difíceis, como: ‘Por que vocês, cristãos, não festejam como os muçulmanos? O jejum é um dever religioso, foi ordenado por Deus!’. Muitas crianças cristãs são desprezadas e ridicularizadas por seus amigos muçulmanos, porque não jejuam durante o ramadã!

De todos os meses do ano, o ramadã é o momento em que nós, cristãos egípcios, devemos nos dedicar mais à oração por nossos amigos e vizinhos muçulmanos. Esse é o melhor momento para mostrar-lhes o verdadeiro amor de Cristo!”

Pedidos de oração

•Ore para que Deus dê coragem e estratégias aos cristãos para falar e expressar o amor de Cristo aos muçulmanos durante o ramadã.

•Interceda para que os cristãos egípcios deem bom testemunho aos muçulmanos durante esse mês.

[b]Fonte: Portas Abertas Brasil [/b]