Uma lista com os pastores mais ricos Brasil publicada pela revista Forbes provocou Silas Malafaia (foto), um dos pastores mencionados na lista, que prometeu abrir um processo contra a revista pelo relatório que ele chama de “safadeza”.

A Forbes realizou uma investigação sobre o patrimônio líquido dos líderes evangélicos mais populares no Brasil, supostamente baseando-se em números relatados pelo Ministério Público do Brasil, União e Polícia Federal. A revista disse que usou também estimativas do valor de propriedades privadas de cada pastor, relatado pela mídia brasileira, incluindo as revistas Veja, Exame, IstoÉ, IstoÉ Dinheiro e jornais Folha de S. Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo.

A investigação apontou os cinco ministros mais ricos, que incluíram: Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus ($ 950 milhões); Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus ($ 200 milhões); Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo ($ 150 milhões), RR Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus ($ 125 milhões) e o casal Estevam Hernandes e Sônia, da Igreja Renascer em Cristo ($ 65 milhões).

O pastor Silas Malafaia, que foi incluído na lista, negou a informação relatada, alegando que todo o dinheiro de sua igreja, outros ministérios/empresas e ofertas, não chegam a representar nem a metade desse montante ($150 milhões).

O pastor e líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, estima seu patrimônio em R$ 6 milhões, nem 2% dos US$ 150 milhões que a “Forbes” atribuiu a ele, em reportagem sobre os líderes evangélicos mais ricos do Brasil. Ele promete ajuizar ação contra a revista americana nos EUA. “Vou ferrar esses caras”, diz. “Vivo de renda voluntária. Eles me prejudicaram. [O fiel] vê aquilo e pensa, ‘ih, não vou [dar o dízimo], tá me roubando.”

O grosso de seu patrimônio, diz Malafaia, são nove imóveis. Uma casa comprada por R$ 800 mil “e que hoje deve valer R$ 2,5 milhões” na zona oeste do Rio, onde é vizinho de Ary Fontoura e Fernanda Lima. E ainda: apartamento para os três filhos (R$ 400 mil cada um), quatro adquiridos na planta por R$ 450 mil e outro em Boca Raton, na Flórida (R$ 500 mil).

Disse ainda que doou à igreja uma Mercedes blindada. “Presente de aniversário de um empresário rico, parceiro meu.”

[b]Fonte: The Christian Post e Folha.com[/b]

Matérias relacionadas:

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=24345]- Forbes lista os pastores mais ricos do Brasil; Edir Macedo lidera[/url]

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=24346]- Silas Malafaia desmente matéria da Forbes sobre pastores ricos[/url]