As Igrejas Anglicana, Luterana da Suécia, e Evangélica da Alemanha enviaram uma carta a União Européia e às Nações Unidas, pedindo que tomem decisões concretas, capazes de garantir um acordo de proteção ao clima, para além de 2012.

O arcebispo anglicano de Cantuária, Dr. Rowan Williams, primaz da Igreja Anglicana, o arcebispo da Igreja Luterana Sueca, Anders Wejryd, e o presidente da Igreja Evangélica da Alemanha, Wolfgang Huber, expressaram na missiva, suas preocupações pelo aquecimento global.

Os três líderes religiosos sublinharam que o clima “é um bem comum global, e que é preciso tomar decisões concretas contra as mudanças climáticas”. Eles frisaram ainda, que cabe aos governos “promover um novo acordo que vá além de seus interesses nacionais”.

A carta foi enviada ao presidente em exercício da União Européia, José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, ao presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso, à chanceler alemã, Angela Merkel, ao primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, e ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

“As pessoas de nossa geração e das que hão-de vir, devem compartilhar o mesmo direito de usar de maneira responsável os recursos naturais do Planeta” _ explicaram no documento, os três líderes religiosos.

Eles lembraram ainda, que o aquecimento global exige algo mais do que lutar contra a destruição do Planeta. “É preciso também, combater a pobreza, e se preocupar com a segurança da população” _ finalizam os líderes religiosos.

Fonte: Rádio Vaticano