Entre as regravações do humorístico ‘Sai de Baixo’, o personagem Caco Antíbes fez uma sátira com o deputado pastor Marco Feliciano.

Assuntos atuais como a crise nos aeroportos e a PEC das Empregadas Domésticas estavam ainda no roteiro.

As gravações estão sendo feitas no teatro Procópio Ferreira, em São Paulo. Na noite desta terça-feira (4) foi filmado o segundo episódio. Caco Antíbes, interpretado por Miguel Falabella, divide o quarto de empregada com um mordomo, papel de Tony Ramos. Caco comenta sobre o período de prisão na Dinamarca e sobre a experiência de aprender coisas novas. “Vou pegar esse urso! Chupa, Feliciano!”, falou.

[img align=left width=300]http://images.christianpost.com/portugues/middle/55824/sai-de-baixo.jpg[/img]A presidente Dilma Roussef também foi alvo das piadas. Caco Antíbes criticou a qualidade dos aeroportos brasileiros. “Dilma, já que você não conseguiu salvar a professorinha, salve os aeroportos!”, disse o personagem.

A plateia foi considerada um espetáculo à parte. A cada tirada, a cada bordão, e principalmente, quando Falabella citava a expressão famosa ‘Cala a Boca, Magda!’, os aplausos interrompiam as cenas.

Entre os espectadores, diversos famosos prestigiaram a regravação. Nomes como Dani Calabresa, Hortência, Zeca Camargo, Negra Li, Junior e Xororó.

“Eles são maravilhosos. Eu amei, fiquei muito emocionada, porque eu cresci assistindo o ‘Sai de Baixo’. Eu virei humorista por causa deles. Eu queria fazer o que eles faziam!”, disse Dani Calabresa ao portal Uol.

Os episódios serão exibidos a partir do dia 11 de junho no canal Viva, transmitido por assinatura. A versão atual é dirigida por Dênis Carvalho e escrita pelo jornalista Artur Xexéo, com roteiro final de Miguel Falabella.

A emissora já apresenta as reprises do programa de humor e apresentará os quatro novos episódios em comemoração aos três anos do canal.

‘Sai de Baixo’ não está mais no ar há 11 anos. O programa foi atração da Rede Globo entre 1996 e 2002.

“Os textos dos novos episódios são ótimos. Se conseguirmos dizer 50% vai ser um sucesso. É muito emocionante voltar a fazer o mesmo personagem 18 anos depois. Porque foram 11 anos de intervalo, mais 6 em que o programa ficou no ar. O mais importante é que estamos juntos de novo”, disse o ator Luis Gustavo na coletiva de imprensa.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]