Uma garagem ambientada nos anos 50: esse foi o cenário escolhido para a gravação do novo DVD do André Valadão. Ao contrário da última gravação ao vivo, em que mais de 20.000 pessoas compareceram ao Mineirinho, em Clássicos, o público foi composto somente pela equipe técnica.

A gravação aconteceu na Estação do Conde, em Belo Horizonte, um Centro Cultural que possui características visuais peculiares que agregaram a idéia do projeto.

De acordo com André, é preciso resgatar os hinos que as igrejas cantavam e que não cantam mais. “Na época em que os hinos foram compostos, ser cristão não estava na moda. Não havia o glamour dos dias de hoje e nem todo um mercado por trás. É preciso resgatar a profundidade dessas músicas”, esclarece.

Para a escolha do repertório, as canções mais conhecidas foram eleitas. Entre elas: Solta o cabo da nau, Sou feliz, entre outras pérolas. Por ser um resgate desse tempo, que o cenário definido foi uma garagem antiga. “A idéia foi brincar com a idéia de banda de garagem e ao mesmo tempo voltar àquela época”, explica Alex Passos, que ao lado de Marcão, assina a produção do projeto. Aliás, a própria gravação não começa com músicas. Ela entra no contexto de uma história, em que um senhor de idade, mexendo no seu armário em busca de uma gravata, encontra um rádio velho, esquecido. Ao descobrir que o aparelho ainda funciona, o homem sintoniza em uma rádio cristã, de onde começa ouvir os hinos cantados por André. Desse pequeno filme, o expectador é transportado para o ambiente da ministração.

Para os músicos, a tarefa de cantar sem público não foi tão fácil. “Quando há um público você olha para as pessoas enquanto canta e toca. Aqui será um olhando para o outro”, comenta Ramiro, que faz o backing vocal. Ao mesmo tempo, para André, será uma forma mais intimista. Para ele, se em uma gravação ao vivo a pessoa é ministrada ao lado de milhares de outras, nessa nova proposta tudo estará mais próximo. “Quando a pessoa assistir ao DVD, será tudo bem direcionada a ela. Quando eu olho para a câmera, é para os olhos de cada um que estou olhando”.

Para André fazer essas regravações é um sonho antigo, apesar de ter sido nos últimos meses que ele resolveu investir na idéia. “Mesmo tendo elaborado arranjos novos nas músicas, busquei manter a mesma essência. Quem assistir ao DVD não perceberá grandes diferenças entre as versões tradicionais cantadas nas igrejas. Quero que as pessoas reconheçam e se sintam estimuladas a trazerem essas músicas de volta para os períodos de louvor”, revela.

Ainda em fase de pós produção, o DVD Clássicos está previsto para chegar ao mercado no primeiro semestre de 2007. Agora é só aguardar.

Fonte: Supergospel