Multiplicam-se na internet os blogs e os fóruns em língua russa que explicam aos visitantes como se suicidar. Em como Self-killers, Suicide World ou Suicide Truth pode-se ler pedidos como “alguém me aconselha um modo rápido para me matar usando qualquer droga”.

No espaço das 124 comunidades russas que tratam do tema, alguns procuram um parceiro para o gesto: “não acredito que usar drogas ou remédios seja o melhor modo para se matar, melhor é saltar de um prédio”, escreve um blogger. “Estou procurando uma pessoa que faça isso comigo. Tenho medo de tentar sozinho, mas junto com alguém seria mais fácil.”

Na Rússia o percentual de suicídios caiu consideravelmente nos anos 90, mas continua alto. Segundo os números oficiais, a Rússia apresenta a terceira taxa mais alta de suicídios no mundo, a primeira nos países do G8, com 34,3 mortos para cada 100 mil habitantes.

Segundo os especialistas, estas estatísticas se explicam pela pequena presença de centros de apoio psicológico gratuitos. Um consulta com um psicólogo na Rússia custa cerca de 30 euros a hora –quase R$ 80. Os telefones de ajuda também são poucos.

Fonte: Folha Online