A Playboy Entertainment vai rescindir contrato com a edição portuguesa da revista. Segundo o jornal português “Correio da Manhã”, a decisão foi tomada depois da edição de julho ter chegado às bancas. É que a morte de José Saramago é assinalada com fotografias em que um homem vestido como Jesus Cristo surge ao lado de mulheres semi-nuas.

No site Gawker, o jornal anuncia o fim da edição portuguesa e ironiza com a opção de Cristo: “Jesus fez uma má escolha e acabou num bordel português”.

Para assinalar a morte do Nobel da Literatura, a Playboy portuguesa inspirou-se no romance “Evangelho Segundo Jesus Cristo” e colocou um homem vestido de Jesus a “brilhar” no canto do quarto, enquanto ao lado o fotógrafo registra uma cena de sexo lésbico.

Cristo aparece ainda ao lado de uma prostituta e de uma garota em topless, que parece ser uma estudante de um colégio católico. Há ainda uma mulher com uma caçadeira, enquanto Jesus observa.

Em declarações ao site norte-americana Gawker, Theresa Hennessy, vice-presidente do departamento de relações públicas da Playboy Entertainment, garantiu que a empresa não aprova a capa ou as imagens da sessão fotográfica. “Não teríamos aprovado a publicação, se a tivéssemos visto antecipadamente. Como resultado, vamos rescindir o contrato com Portugal”.

Todas as edições internacionais da revista Playboy são edições sujeitas a regras impostos pela casa-mãe. Neste momento, existem 26, incluindo Portugal, e todos os editores têm de assinar um acordo com a Playboy Entertainment. Por isso, para Hennessy, “usando a marca e o formato da revista norte-americana, os nosso parceiros locais devem refletir a cultura de cada país, mas sempre tendo em vista os nossos princípios e práticas”.

Fonte: TVI – Portugal