O cantor e pastor PG acaba de lançar seu terceiro CD solo, Eu Sou Livre (MK Music). O novo trabalho traz novidades. Além de ser ao vivo – o primeiro de PG nesse formato – vem recheado de letras fortes e de palavras de exortação ministradas por ele no dia da gravação.

Em conversa com a reportagem do Grupo MK de Comunicação, PG falou sobre o título do álbum e a escolha do repertório, seu chamado como músico e pastor e a importância do nascimento de Hadassa em sua vida familiar e ministerial.

Esse é o seu primeiro CD ao vivo. O que o motivou a seguir essa linha no álbum Eu Sou Livre?

Na verdade, não foi algo pensado. Aconteceu… (rs). Fui até a sede da MK no Rio de Janeiro para uma visita e, em conversa com a Yvelise sobre repertório, ela me fez uma proposta de gravarmos o CD ao vivo. Gostei da idéia e sugeri fazermos também um DVD na ocasião, incluindo algumas músicas dos CDs anteriores na versão em vídeo.

Você é conhecido por se esmerar muito em cada produção. Como foi sua participação nesse projeto?

Estou nesse projeto desde fevereiro deste ano e procurei, junto com o Leandro (Aguiari, que produziu o CD comigo), buscar o melhor de cada músico, a começar por mim. Por esse motivo me cobro tanto, e também de todos que estão comigo. Estamos sempre aprendendo algo novo a cada trabalho. Nesse, por exemplo, atuei como ajudante de produção (rs). O resultado foi tão bom que penso até em outro trabalho ao vivo.

Independentemente do fato de ser ao vivo, a musicalidade do CD Eu sou Livre difere dos trabalhos anteriores? Isso está evidente?

Não digo diferente, mas o trabalho está uma mistura muito boa dos CDs Adoração e De Um Lado a Outro, pois consegui encontrar um equilíbrio no rock pesado do segundo CD com a leveza e a harmonia do primeiro. Tenho grande convicção de que este CD é o trabalho mais maduro que já produzi em meus 12 anos de ministério.

As composições são suas, na maioria. A escolha dos temas, as letras, como você define esse repertório?

Pra mim é mais uma resposta de vitória sobre o inimigo, que tenta nos parar, e, acima de tudo, um CD e DVD que retrata a vida de quem ama a Deus e busca agradá-lo ao máximo. Nossa força está em Deus, o nosso Criador. Pra mim, a vida deste CD está em seu próprio nome, Eu Sou Livre, pois somente quem é dependente de Deus vive livre, sem o peso da acusação do inimigo ou preso no medo do pecado. Apenas em Deus viveremos pra toda a eternidade.

O produtor é Leandro Aguiari, um jovem talento revelado no segmento gospel através do CD De Um lado a Outro. Como está essa parceria no novo CD?

Bom, o Lelê (como eu o chamo) tem se revelado um excelente produtor, não apenas de rock, mas por saber fazer um trabalho com uma visão moderna e conceituada da música de hoje. Ele tem uma cabeça muito aberta para pesquisas de novos elementos, é um músico que gosta de ouvir o mesmo tipo de música que eu. Sempre que temos uma idéia, pensamos igualzinho no resultado final. Neste CD ele assina comigo boa parte das músicas. Tenho certeza que estaremos juntos por uns bons longos anos.

Sua banda está formada, integrada ao seu ministério. Como é o seu relacionamento com os músicos e como foi a colaboração de cada um no novo trabalho?

É verdade. A atual formação da banda completa dois anos agora. Faço questão de ressaltar o nome de cada um deles: Ney, Téo, Edy, Ivan e os meninos da equipe, PH, Robinho e Chico. Eles me incentivam e mostram que podemos viver como família, em um ministério. Nesse CD eles tiveram papel muito importante e executaram com muita habilidade suas funções. Sou grato a Deus por todos eles e os amo.

Como você entende hoje o seu chamado ministerial?

Com um único propósito dado pelo Senhor Jesus a mim: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer, e for batizado, será salvo; quem, porém, não crer, será condenado” (Mc 16.15,16). Toda a minha vida ministerial se resume neste versículo, pois quem prega também ama o próximo, o ajuda e supera as adversidades, em perseverança, no Senhor. Como músico cristão e pastor, tenho o entendimento de que a vida ao lado de Cristo é muito valiosa, e que não podemos deixar que vidas morram sem que conheçam a Jesus. Por isso, uso do meu talento como músico para pregar a verdade que salva através da música.

Depois do nascimento de sua filha Hadassa, sua vida mudou muito, claro. Qual o reflexo dessa bênção de Deus na sua vida e da Rosana?

Minha filha Hadassa me faz sorrir em meio à maior luta que possa estar passando. Isso prova o poder da vida que Deus nos deu e o privilégio de termos sido escolhidos como filhos de Deus. Hoje sou mais paciente com algumas situações, aprendi a compreender ainda melhor como Deus nos amou, colocando seu Filho unigênito pra morrer por nós sem questionamentos. Morreria por minha filha a qualquer hora. Suas palavras espontâneas, seu sorriso desprovido de segundas intenções me dão a convicção de que tenho uma família perfeita e que a amo demais – Rosana, minha esposa e amiga em todos os momentos; minha mãe, que tem sido uma intercessora de peso na minha vida. Amo muito minha casa e servimos a Deus com grande gratidão.

Você está na MK há alguns anos. Como é fazer parte da gravadora?

Faço parte da família MK – sem nenhuma demagogia, quem me conhece sabe disso – há quase 8 anos e tenho feito muitos amigos nesse período. O mais legal é que na MK você é respeitado, não por ser um cantor ou banda dentro do cast, mas como pessoa. Espero estarmos juntos por mais longos anos, vencendo desafios e comemorando também as vitórias reservadas para essa família. 2008 nos espera, amigos!

O DVD está previsto para chegar às lojas no primeiro trimestre de 2008. Como anda a pós-produção?

Toda a parte de áudio já ficou pronta (mixagem, masterização, consertos de instrumentos etc). Agora, estamos no processo de edição de imagem e composição da parte gráfica e autoração. Está tudo como programado. Até o fim de janeiro teremos o primeiro DVD da MK gravado em São Paulo e o primeiro de muitos DVDs do PG que todos vão poder apreciar e sentir o mover do Espírito Santo.

Fonte: Elnet