Após realizar o sonho de mudar a aparência e se “transformar” numa mulher, o norte-americano Michael Berke viu sua ruína depois que entrou para uma Igreja que o fez voltar a ser homem.

Em uma reportagem da agência de notícias “Associated Press”, ele conta que sempre admirou como as garotas se dão as mãos, se abraçam e se acariciam. “Elas são muito mais sociáveis e solidárias”, afirmou.

Aos 39 anos, depois de US$ 80 mil gastos em cirurgias e em roupas para a transformação, Michael se tornou Michelle. Mas, enfrentando problemas com álcool e drogas, ele resolveu recorrer a Deus e entrou para a Igreja do Calvário de Fort Lauderdale, na Flórida.

Lá, os missionários disseram que seus problemas se resolveriam se ele voltasse a ser Michael e, segundo ele, pagaram para que ele retirasse as próteses. “Eles me disseram que eu poderia conhecer uma mulher incrível e me casar e isso me empolgou pois era o que eu queria de verdade”. “Eu achei que estava fazendo a coisa certa”, disse ele.

Hoje, arrependido com a aparência masculina, Michael acusa a igreja de tê-lo influenciado na decisão. Ele sabe que não poderá voltar a ser Michelle novamente.

Agora, para parar de beber, Michael freqüenta as reuniões dos Alcoólicos Anônimos uma vez por semana.

Fonte: Gazeta Online