A Igreja Universal do Reino de Deus garantiu nesta terça-feira que vai processar civil e criminalmente o homem que invadiu ontem um prédio da entidade em Faro (Portugal), com uma retroescavadeira, informa o jornal português “Diário de Notícias”.

O incidente não deixou feridos, mas causou prejuízo de 100 mil euros (cerca de R$ 224 mil).

Segundo a polícia de segurança pública, o homem de 42 anos alegou estar atravessando “uma fase difícil da sua vida” e disse que, em 2004, “vendeu todos os seus bens e deu o dinheiro à Igreja, que acusa de ter se aproveitado da sua fragilidade”, segundo o “Jornal Digital”.

Segundo o jornal português “Público”, o templo, localizado no largo de São Sebastião, foi invadido no final da tarde.

De acordo com o jornal, policiais irão vigiar o templo por “tempo indeterminado”. Ainda segundo a publicação, informativos que foram colados na igreja indicam que os cultos “serão realizados nos horários habituais” e que a porta de emergência será usada como entrada.

A agência de notícias Lusa tentou falar com o pastor da IURD, mas o responsável recusou-se a prestar declarações, tendo-se recolhido no interior do edifício atacado, informa o “Diário de Notícias”.

Segundo o “Público”, que cita o dono de um estabelecimento vizinho ao templo, o homem tentava há seis anos fazer com que a Universal pagasse pelas obras que realizou na igreja.

Justiça dos homens

Em comunicado, a igreja disse que “nada justifica” o ato, que classificou como “totalmente censurável”. Também afirmou que “não deixará de exigir responsabilidades criminais e civis do autor”, informa o “Diário de Notícias”.

“De momento nada mais há acrescentar para além de sublinharmos que os danos foram avultados, que o culpado será levado à justiça e que a Igreja tem total confiança nas entidades oficiais”, afirmou a igreja, segundo o jornal.

O invasor foi detido e deve se apresentar ao Tribunal de Faro nesta quarta-feira. Sua identidade não foi divulgada de imediato.

Justiça divina

No blog que mantém na internet, Edir Macedo comentou o caso e divulgou fotos da igreja destruída. “Hoje dia 13/06, por volta das 17h45, avistamos pela câmera de segurança uma máquina retroescavadeira conduzida por um homem desconhecido, que invadiu a Sede da IURD em Faro, no Largo de São n.º 10”, diz.

“Movido por uma fúria incontrolável, começou a destruir completamente as portas da frente, de acesso ao hall de entrada. Imediatamente, nós corremos na direção ao homem e tentamos impedi-lo, sem sucesso”, acrescenta o bispo no blog.

No texto, Macedo diz ainda que o homem “estourou a porta automática do principal acesso à igreja e a câmera de segurança”, além de destruir praticamente todas as poltronas do templo.

Em letras maiúsculas, o texto afirma que permaneceram “INTACTOS O ALTAR E TODOS OS ELEMENTOS SAGRADOS QUE ALI PERTENCEM. A TAÇA COM O ÓLEO SANTO DA UNÇÃO NÃO QUEBROU E NÃO DERRAMOU. O SANTUÁRIO DE DEUS FOI PRESERVADO, PARA HONRA E GLÓRIA DO NOSSO DEUS.”

Fonte: Creio