Cantora diz que o axé católico, que virou hit com vídeo da TV Aparecida no YouTube, é música para “animar micareta”. “A droga está famosa. Por que não dizer uma mensagem que todo mundo precisa ouvir?”, diz cantora paulistana de 29 anos.

“Meu nome é Jacqueline Michelly Santos Trevisan, tenho 29 anos, sou paulistana e sempre fui muito ligada à música.”

O ritmo acelerado da fala da cantora de axé é cortado em seguida: ela vai soletrar o nome.

“É J-a-c-q-u-e-l-i…”, vai dizendo até terminar o nome todo -embora ele não seja conhecido, já que ela adotou, há dois anos, a versão reduzida Jake como nome artístico.

Vale dizer também que o nome dela, o artístico, é quase nada conhecido se comparado à mais famosa “composição” da cantora: é dela o “axé católico” “Pó Pará com Pó”, tornado célebre quando Jake o cantou na TV Aparecida que, pouco depois, disponibilizou o vídeo no YouTube -até ontem, já somava mais de 400 mil acessos.

O refrão (“Pó pará com pó/ Pó pará com pó aê/ Pó pó pó pó pará com pó/ Pó pará com pó aê”) é intercalado com versos -todos de Jake- como “Você tem que tomar uma overdose de Jesus/ Injetar na veia o sangue que correu na cruz”. E, como um axé que se preze, o “Pó…” tem coreografia -assinada por Jake, com a mãe e a irmã. A saber: dedo indicador esquerdo tapando uma das narinas e mão direita à frente em sinal de “pare”, e vice-versa.

“O que eu faço é música pra animar micareta, alegre. E eu pensei: entre cantar nada e qualquer besteira, vou cantar coisa que preste.” Entrou aí o tema cocaína. “A droga está famosa, popular. Por que não dizer uma mensagem que todo mundo precisa ouvir?”, avalia. “Saíram por aí dizendo que era a melô do Fábio Assunção e da Amy [Winehouse], aquela cantora do topetão, sabe?” Ela nega. “Não tem nada a ver.”

O público do “Pó…”

A letra foi recomendada por Caetano Veloso em seu blog (www.obraemprogresso.com.br) -“Quero “Pó Pará com Pó” cantado por Ivete [Sangalo], Daniela [Mercury], Chiclete [com Banana]…”, escreveu o músico. Ivete, aliás, já cantou o hit com Jake, num trio em Natal (RN), a pedido do “Pânico”, da Rede TV!.

A cantora, que faz shows só de vestido longo (“Já tem tanta gente explorando a questão do corpo, né?”), liberou as músicas no site www.jake.com.br.

Desde o vídeo no YouTube, em novembro, ela tenta “assimilar o sucesso”, “não esquecer suas origens” [trabalhou em gráfica com o pai até lançar o CD, em 2006], mesmo porque já tem público para suas canções -há outras como “Pressão”, com o refrão: “Pressão/ Pressão/ Pra pegar cristão fujão”.

“Estou na estrada há dois anos, tenho meu público. E não vão só católicos nos shows! Vai de tudo! Dá muito bêbado! Tem sempre um bêbado em show, né?”, diz, rindo.

Quanto a ela, bebe pouco -vinho, vez ou outra. Diz que nunca usou drogas e não tem vícios. “Ah! Talvez tenha um! Dormir é vício?”, pergunta.

Fonte: Folha de São Paulo