Jorge Kajuru foi condenado, em primeira instância, a pagar R 20 mil a Edir Macedo, líder da Igreja Universal e dono da Record, mais R 1.000 por dia, caso fale o nome do bispo.

Kajuru falou mal dele no programa “Kajuru na Área” (do SBT, em Ribeirão Preto). Ele foi condenado por injúria e difamação.

Kajuru vai recorrer da decisão da Justiça. A Record não comenta o assunto.

Fonte: Folha Online