O jogador Kaká, do Real Madrid, poderá retornar ao Brasil para jogar novamente pelo São Paulo, nove anos depois de sua saída do clube, segundo o jornal espanhol AS.

O meio-campista cristão, ex-membro da Igreja Renascer, teria se reunido com o dirigente do clube, Marco Aurélio Cunha, nesta última quinta-feira (24). A reunião aconteceu em um restaurante de São Paulo, e a pauta principal seriam as opções de acordo existentes para sua volta.

A reunião teria grande relevância por conta do papel de Cunha no clube tricolor. Ele é membro do Conselho Deliberativo e candidato às próximas eleições para a presidência do São Paulo em 2014. Caso concretize a contratação de Kaká, Cunha já conquistaria boa parte do apoio que ele almeja para alcançar o posto.

O cartola já ocupou outro cargo mais importante, quando esteve como superintendente de futebol, no time do Morumbi, entre 2002 até janeiro do ano passado. Mas, até hoje exerce ordens de comando, já que o atual treinador Emerson Leão, foi contratado sob seu apadrinhamento.

Agora, para repatriar o jogador evangélico, o próximo passo seria formalizar a ideia através de propostas concretas ao Real. A equipe paulista teria em mente um plano de marketing para arrecadar os 9 milhões que desejam oferecer. A estratégia seria semelhante ao contrato que o Santos firmou com Neymar, onde reuniu um conjunto de vários patrocinadores que cobrem grande parte do salário do jovem craque.

Apesar da boa intenção, o Real Madrid poderia dificultar as negociações por conta da proposta, bem maior, indicada pelo Paris Saint Germain (PSG), que prometeu 25 milhões de milhões para o meia brasileiro. Entretanto Kaká teria interesse em regressar para estar perto de sua família e obter maiores chances de voltar à Seleção, já que provavelmente seria titular absoluto no São Paulo, o que não acontecesse na equipe madrilenha.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]