[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2015/10/13/3334004675-mc-soto.jpg[/img]

Conhecido como MC Soto, o Fiel, Gabriel de Andrade Nunes trocou as letras ousadas do funk para usar o ritmo como ferramenta de conversão. Por meio do ‘funk gospel’, o artista de Praia Grande, cidade do litoral de São Paulo, tem alcançado público até em países africanos.

Gabriel canta desde os 14 anos, mas entendeu que seu dom serviria para pregar o Evangelho em 2010. “Nasci em Belo Horizonte e cantava funk desde 2001. Em 2010, me casei com uma mulher que conheci em Santos, me mudei para o litoral paulista e me converti. Depois disso, minha vida mudou e, de lá para cá, me tornei um ‘MC gospel'”, disse ele ao G1.

Ainda que a mensagem predominante do funk seja a ostentação, MC Soto garante que seu foco é oposto. “Quero levar a minha mensagem para o maior número de pessoas possível. Hoje, recebo apenas o dinheiro do transporte para cantar. Não vou ser hipócrita e dizer que não preciso de dinheiro, pois tenho filho e mulher para sustentar. Mas não tenho ganância”, afirma.

O músico também conta que foi procurado por seguidores de países africanos. “Algumas pessoas de Angola e Moçambique me procuraram para falar que minhas canções estão tocando por lá. Creio que isso é por conta da facilidade de compreensão, já que nesses países também se fala português. Consegui um bom público no exterior. Ainda é tudo muito novo para mim, mas fico feliz em ver meu trabalho evoluindo”, comenta.

[b]Fonte: Guia-me[/b]