Um homem que se identificava como “Missionário Macedo” é acusado de se apropriar de mais de R$ 5 mil de um mecânico de Restinga. Ele prometeu, entre outras coisas, fazer a irmã da vítima voltar a andar, pois a mesma vive em uma cadeira de rodas.

Obviamente que isso acabou não ocorrendo e o caso foi parar na polícia.

De acordo com o denunciante, A.A.O., de 49 anos, que reside em Restinga, o mesmo se hospedou há pouco tempo em um hotel no centro de Franca, onde conheceu o dito missionário. Ele lhe contou que seria uma espécie de pastor da Igreja Rosa Mística e que inclusive comandaria um templo numa chácara no município de Cristais Paulista, onde proferia diariamente cultos para as pessoas.

A partir daí o mecânico teria passado a contribuir regularmente com o trabalho religioso do missionário. Também conta ter narrado a ele que passava por dificuldades financeiras, que sonhava em ter uma casa e ver sua irmã voltar a andar.

O missionário teria prometido conseguir, através de orações, curar a irmã do mecânico. E garantiu que com o apoio da igreja lhe daria uma casa com um carro na garagem, mas que para isso precisaria de metade do dinheiro necessário para passar a escritura, que custaria algo em torno de R$ 10 mil.

O mecânico acreditou na conversa e depositou os R$ 5 mil na conta do tal missionário, que depois disso desapareceu. Para o delegado Luís Carlos da Silva, do 1º Distrito Policial, que registrou a ocorrência nesta terça-feira, está evidente mais um caso de estelionato. “Nada vem de graça e se a pessoa tem algo que é bom, ela não vai dar para os outros”.

Silva diz que os primeiros levantamentos dão conta de que o acusado já tem condenação por estelionato no estado de Goiás e que teria feito ainda várias outras vítimas na região de Franca. A reportagem tentou, sem sucesso, entrar em contato com a Igreja Rosa Mística para saber se realmente existe algum Missionário Macedo em sua religião, o que parece ser improvável.

Fonte: Cosmo