A mulher invadiu o salão paroquial da igreja Nossa Senhora de Montes Claros quebrou três imagens, danificou quatro quadros e revirou o altar. A mulher se dizia “mensageira de Deus” e que iria “tirar o demônio” do local.

Uma mulher de 32 anos identificada como Elizabete invadiu o salão paroquial da igreja Nossa Senhora de Montes Claros, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na manhã desta terça-feira, e causou prejuízos de cerca de R$ 4 mil.

Segundo informações da reportagem da Gazeta do Povo, ela quebrou três imagens, danificou quatro quadros e revirou o altar. A mulher se dizia “mensageira de Deus” e que iria “tirar o demônio” do local.

De acordo com o jornal, a destruição foi presenciada pela zeladora Circe da Silva, 53. Ela limpava o local quando Elizabete chegou. “Foi logo depois da catequese. O salão estava vazio e ela perguntou se podia subir para rezar”, disse Circe. O secretário paroquial Fernando Sá Fortes, 25, conseguiu deter a mulher e acionou a Polícia Militar.

Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhada ao Centro Psiquiátrico Metropolitano (CPM), no Alto da XV, em Curitiba. Segundo a mãe adotiva da mulher, ela sofre de problemas mentais e estaria freqüentando uma igreja evangélica. “Ela usava drogas e ficou com problemas. Todo dinheiro que pega, ela leva para igreja. Ele (o pastor) disse que não era mais para ela tomar o remédio que o médico receitou”, conta a mãe adotiva.

Fonte: Gazeta do Povo Online