O pastor José Filho Galvão, de uma igreja evangélica de Araguaína, no norte do Tocantins, foi preso suspeito de matar Marcos Antônio da Silva Barros, de 27 anos, com quatro tiros em Porto Franco (MA) na noite desta quarta-feira (30). Conforme a Polícia Militar do Maranhão, o jovem morto era ex-marido da amante do pastor.

Ainda segundo a polícia, a vítima teria sido chamada até a casa da ex-mulher. Ao chegar no local encontrou com Galvão e começaram a discutir. Momentos depois, o pastor teria feito os disparos. A PM disse ainda que o pastor tentou fugir, mas foi preso próximo de Porto Franco. Ele está preso em Imperatriz (MA).

Galvão liderava uma igreja evangélica do ministério CiadSeta em Araguaína. Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da igreja disse ter conhecimento do caso, mas afirmou que ainda não tem um posicionamento oficial.

[b]Fonte: G1 Tocantins[/b]