É com pesar que todos os anos a agência Fides, da Congregação para a Evangelização dos Povos, divulga o relatório mundial de assassinato de agentes pastorais, sacerdotes e religiosos.

Em 2007, a Igreja católica perdeu de forma violenta 21 membros pastorais nos diversos contextos geográficos mundiais. Foram mortos 15 sacerdotes, 3 diáconos, um religioso, uma religiosa e um seminarista.

O maior número de mortes foi verificada no continente asiático, especialmente no Iraque, onde ocorreu neste ano o assassinato de 4 religiosos católicos.

A Agência Fides informa que a contagem aborda todo o pessoal eclesiástico assassinado violentamente, ou que sacrificou a vida consciente do risco que corria; elas não abandonaram as pessoas que lhe foram confiadas. São os mártires da caridade, conforme expressão de João Paulo II.

Fonte: Rádio Vaticano