O PT ganhou um aliado na reta final da campanha em Salvador. Líder da Igreja Universal na Bahia, o bispo Francisco Decothé pediu votos a Nelson Pelegrino nos cultos de domingo e de terça-feira.

A convocação se deu no maior templo da Universal na cidade, que fica ao lado do comitê de Pelegrino.

Na terça, o bispo disse que o 13, número do petista, é “um número de Jesus”, pois significa a soma dos 12 apóstolos e de Jesus.

No culto, no momento em que pediu apoio ao PT, o bispo disse que o resultado “seria melhor para o futuro político de Marinho” -no segundo turno Pelegrino recebeu o apoio de Márcio Marinho (PRB), que ficou em quarto lugar, com 6,5% -o petista teve 39,7%, e ACM Neto, 40,1%.

A mensagem aos fiéis foi dada entre uma pregação e outra. A legislação veda a veiculação de propaganda em templos sob pena de multa de até R$ 8.000.

O presidente do PRB baiano, Sidelvan Nóbrega, disse que o caso não tem ligação com a sigla: “Ele [bispo] é um eleitor comum, tem direito de dizer o que pensa”. A Folha tentou contato com o bispo, mas ele não respondeu.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]