Cadeia (Reprodução)
Cadeia (Reprodução)

Uma operação comandada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescentes (Deaca) de Santarém, oeste do Pará, foi deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (20).

A operação tinha como objetivo o cumprimento de dois mandados de prisão preventiva contra membros de uma igreja evangélica que são suspeitos de aliciar sexualmente duas adolescentes e duas jovens, usando o nome da igreja e prometendo cura.

Os mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, que tem como titular o juiz Alexandre Rizzi, foram cumpridos na operação “Rei Deposto”.

De acordo com a Polícia Civil, após receber denúncias em dezembro de 2020 sobre suposta prática de aliciamento contra Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo, líderes de célula da Paz Church, no bairro Amparo, as investigações foram iniciadas e diante da coleta de provas pelo delegado Madson Castro, ele pediu á Justiça a decretação da prisão preventiva dos investigados.

Ainda de acordo com a polícia, os investigados agiam de forma fraudulenta, alegavam que as vítimas deveriam se relacionar sexualmente com o investigado para obter a cura interior, pois ele recebia o espírito do “Rei antigo”. Os suspeitos negam as acusações feitas pelas vítimas.

A denúncia foi feita por uma das adolescentes. De posse das informações repassadas pela vítima, a polícia iniciou as investigações e ouviu várias pessoas, localizando outras três vítimas do aliciamento, que confirmaram as denúncias.

A delegada Andreza Alves informou que Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo serão indiciados pelo crime de violação sexual mediante fraude, previsto no art. 215 do Código Penal.

A Polícia também investiga a informação de que uma das vítimas (adolescente) acabou engravidando, e que o pai do bebê que ela espera seria o líder religioso Paulo Esquerdo.

Após passarem por exame de corpo de delito na manhã de hoje, Paulo e Rosiane foram encaminhados ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura.

Rosiane e Paulo Esquerdo negam as acusações de violação sexual mediante fraude — Foto: Reprodução/Facebook
O casal Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo

Providências

Após tomar conhecimento do caso por meio da imprensa na manhã desta quarta-feira, a Paz Church se manifestou sobre o caso por meio de seu advogado Eduardo Nascimento informando que já tomou a providência de retirar do casal Paulo Esquerdo e Rosiane Esquerdo qualquer liderança que eles ainda pudessem ter junto aos membros da igreja, mesmo reconhecendo que eles têm direito ao contraditório e à ampla defesa. Disse ainda que a Paz Church não compactua com o tipo de conduta atribuída pela Polícia ao casal, muito pelo contrário, até em razão dos princípios cristão que ela defende.

O advogado Eduardo Nascimento informou que a Paz Church vai procurar as vítimas do casal para oferecer apoio psicológico e que vai acompanhar o desenrolar do caso e das investigações para adoção de outras medidas.

Fonte: G1 – Pará