A Igreja Católica e a Federação Luterana Mundial publicaram nesta segunda-feira, 17, o documento ‘Do conflito à comunhão’

A publicação tem em vista o 5.º centenário da Reforma de Martinho Lutero (1483-1546) que levou à separação de Roma.

O documento é fruto de quatro anos de trabalho da comissão bilateral para o diálogo entre as duas Igrejas e percorre a história, “por vezes dolorosa”, da relação entre católicos e luteranos, adianta a Rádio Vaticano.

Os progressos no diálogo teológico, desde o Concílio Vaticano II (1962-1965) e as divergências que ainda existem são também analisadas no texto, divulgado em Genebra (Suíça), na presença do presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch.

[b]Fonte: Canção Nova[/b]