Equipe da Guarda Civil fecha igreja no centro de Ponta Porã por causa do coronavírus (Foto: Capitán Bado.com)
Equipe da Guarda Civil fecha igreja no centro de Ponta Porã por causa do coronavírus (Foto: Capitán Bado.com)

Duas igrejas evangélicas foram fechadas na manhã deste domingo (22) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai.

As igrejas desrespeitaram o decreto de situação de emergência assinado sexta-feira (20) pelo prefeito Hélio Peluffo Filho (PSDB) diante da pandemia do novo coronavírus.

Localizadas no centro, as igrejas promoviam cultos quando a equipe da Guarda Civil chegou. O secretário municipal de Segurança Pública Marcelino Nunes informou que houve diálogo da equipe com os responsáveis da igreja e o pedido de fechamento foi atendido na hora.

No sábado (21) foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 em Ponta Porã. O homem de 27 anos viajou para Roma, na Itália, e fez conexão de voo no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A mulher dele que também estava na viagem está em isolamento domiciliar junto com o marido e aguarda resultado de exames.

Nesta sexta, o prefeito já tinha determinado fechamento de todo o comércio, restaurantes e agências bancárias por 15 dias. Só permanecerão abertos supermercados, minimercados, mercearias, açougues, postos de gasolina, farmácias, alimentos veterinários, empresas de segurança privada, e outros estabelecimentos de serviços considerados essenciais. O prefeito também decretou toque de recolher das 20h às 4h. Nesse horário, todos os cidadãos do município devem permanecer em casa.

Fonte: Campo Grande News