NETFLIX
NETFLIX

Um estudo divulgado pelo Hospital Infantil Nationwide de Columbus, Ohio, nos Estados Unidos, apontou uma relação entre a série da Netflix “13 Reasons Why” e o número de suicídios de adolescentes.

Segundo o levantamento, apresentado nesta semana, os casos aumentaram após a produção.

Em nove meses após o fim da série, 195 suicídios a mais da média foram registrados entre jovens.

A série “13 Reasons Why” conta a história de uma adolescente que tira a própria vida deixando uma fita gravada com 13 razões que a levaram ao suicídio.

Só em abril de 2017, 190 pré-adolescentes e adolescentes americanos tiraram suas próprias vidas.

A taxa de suicídio de abril de 2017 foi de 0,57 por 100.000 pessoas, quase 30% maior do que nos cinco anos anteriores incluídos no estudo.

A personagem Hannah Baker, de “13 Reasons Why” (Foto: Divulgação)

A pesquisa se refere a jovens entre 10 e 17 anos, grupo onde a quantidade de suicídios aumentou consideravelmente nos últimos anos.

O aumento do bullying e o uso excessivo das redes sociais, além das representações de suicídio na mídia, aparecem como possíveis causas para o risco de um adolescente tirar a própria vida.

Após a divulgação dos resultados, a Netflix se manifestou.

“Este é um tópico criticamente importante e temos trabalhado duro para garantir que lidamos com essa questão tão sensível de forma responsável”, declarou o streaming.

Fonte: Pleno News e The New York Times