Culto em uma casa em Mianmar
Culto em uma casa em Mianmar

A oferta e a disponibilidade de medicamentos, oxigênio e profissionais de saúde permanecem limitadas em Mianmar. Muitos pastores morreram, deixando as famílias órfãs e as igrejas sem um líder espiritual. Os parceiros locais da Portas Abertas e voluntários também foram muito afetados pela pandemia da COVID-19. Mas apesar dessas condições, os representantes da organização internacional conseguiram distribuir ajuda médica aos cristãos do país.

O pastor Hein*, que serve em uma área budista com a família, disse aos parceiros da Portas Abertas: “Todos os membros da nossa família são considerados com coronavírus, mas não há remédio em casa. Não conseguimos encontrar nenhum medicamento porque todas as lojas tinham sido fechadas. Nossos parentes estão saindo para procurar remédios”.

Através de contatos locais, nossos parceiros foram capazes de enviar remédios para o pastor Hein e para outros cristãos carentes em Mianmar. Muitos cristãos atuantes nos projetos da Portas Abertas em Mianmar foram severamente afetados pela COVID-19, eles lamentam a perda de colegas de trabalho.

Firmes na fé, mas vulneráveis ao coronavírus

Outras famílias cristãs em Mianmar estão enfrentando dificuldades de saúde e precisam de nossas orações. Pastor Win* e sua esposa May* também estão infectados com COVID-19. O líder e a família são cristãos secretos vivendo e servindo em uma área budista. Como o golpe militar tem afetado os serviços públicos, o acesso aos cuidados de saúde está se tornando difícil e a medicina é escassa.

Alguns líderes cristãos infelizmente não conseguiram tratamento adequado e faleceram em decorrência da COVID-19. O pastor Maung* foi treinador no curso de preparo à perseguição e faleceu após uma breve luta com o vírus. Ele era apaixonado por compartilhar o evangelho e discipular novos convertidos. Ele deixa para trás sua esposa e filhos pequenos.

O pastor Aung* foi fundamental para alcançar os cristãos ex-budistas, mas também faleceu. Ele participou do treinamento de preparação para perseguição e compartilhou as lições com outros seguidores de Jesus. Ele e a esposa eram facilitadores de treinamento de casais. O pastor Aung deixa para trás a esposa e filhos adultos.

*Nomes alterados por segurança

Fonte: Portas Abertas