Logo do serviço de streaming de música Deezer
Logo do serviço de streaming de música Deezer

O gospel será um dos destaques de investimento da plataforma francesa de streaming de música Deezer no Brasil neste ano.

Depois de fidelizar o público evangélico, que contribuiu para o aumento de 58% na base de usuários em 2018, a marca quer elevar em 80% seus aportes no nicho neste ano.

A iniciativa inclui a produção de conteúdos originais, como minidocumentários, eventos, shows, parcerias e uma premiação.

David Quinlan e João Alexandre, grandes nomes da cena religiosa, protagonizaram conteúdos patrocinados pela multinacional.

“Acompanhamos a transição do físico para o digital na indústria fonográfica e identificamos que o segmento gospel era o segundo em vendas no meio físico, mas não tinha despontado no digital. De dez brasileiros, três são evangélicos”, diz Bruno Viera, diretor-geral da Deezer no país.

O sertanejo vai liderar os aportes na estratégia local, mas outros gêneros como funk também terão atenção especial. O gospel está em terceiro lugar depois do aumento de 80% nos investimentos.

O Deezer está em quinto lugar na preferência de streaming no mundo. Fica atrás de Spotify e dos serviços de Apple, Amazon e Google. O Brasil, no entanto, é o segundo mercado mais importante da marca depois da França.

Fonte: Folha de S. Paulo