Documentário conta a história da resistência protestante no regime de Franco, na Espanha
Documentário conta a história da resistência protestante no regime de Franco, na Espanha

O documentário ‘Protestantes: la història silenciada’ (Protestantes, a história silenciada), foi lançado esta semana na Espanha, dentro da “Mostra de cinema espiritual” da Catalunha.

O filme conta a história da perseguição aos protestantes pelo regime de Franco e explica como essa repressão impediu a Espanha de aderir ao Plano Marshall promovido pelos Estados Unidos.

Regime de Franco, Ditadura de Francisco Franco ou Ditadura Franquista é o período da História da Espanha do governo do Generalíssimo Francisco Franco Bahamonde, o Caudillo do Estado Espanhol, e ao desenvolvimento do Franquismo, a partir do fim da Guerra Civil Espanhola em 1939 até sua morte e sucessão em 1975.

A ideia do documentário, que durou três anos de trabalho, partiu de seu diretor , o jornalista catalão David Casals, após a morte de sua avó , Rosa Mora, que era protestante e faleceu aos 89 anos em março de 2018.

Casals lembrou que sua avó muitas vezes disse a ele que ela tinha que participar de cultos clandestinos por ser protestante, e ele decidiu que testemunhos como aquele não podiam ser deixados por contar “sem serem divulgados ao público em geral”.

“A perseguição de todos os protestantes pelo regime de Franco é algo conhecido internamente entre as famílias que a sofreram, mas é um episódio muito desconhecido para o grande público, por isso filmamos o documentário”, explica Casals.

Documentário mostra a resistência protestante espanhola durante o regime de Franco
Uma parede diz: Guerra contra os protestantes, vá para a Inglaterra, não queremos você aqui

A exclusão da Espanha do Plano Marshall

Rodado por um “prisma jornalístico-informativo”, o filme lança luz sobre o episódio pouco conhecido da exclusão da Espanha da reconstrução da Europa no pós-guerra , promovida pelo presidente dos Estados Unidos, Eisenhower.

O Plano Marshall (conhecido oficialmente como Programa de Recuperação Europeia) foi o principal plano dos Estados Unidos para a reconstrução dos países aliados da Europa nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial.

O filme de 52 minutos conta como, depois que o senador americano Alvin O’Konsky conseguiu fazer com que a Câmara dos Representantes aprovasse a inclusão da Espanha no Plano Marshall em 30 de março de 1948, Eisenhower, um batista, vetou o regime de Franco por causa de sua perseguição aos protestantes .

Testemunhos protestantes

Evangélicos que viveram esses momentos difíceis em primeira mão participaram do documentário, como o ex-diretor do Hospital Evangélico Armand Urrútia, membro da Assembleia dos Irmãos na Igreja da Rua Terol em Barcelona, ​​que explica como ainda tem “fotos de a porta da igreja com um selo que dizia ‘Tribunal de Justiça’, para que você não pudesse entrar ”.

“Costumávamos nos encontrar nas casas. E tomamos cuidado para que nenhum vizinho nos denunciasse por reuniões clandestinas. Lembro-me, quando era criança, que a polícia apareceu no meio da reunião e pegou os dados de todos os presentes, que depois foram multados”, pontua Urrútia.

O historiador e crítico de arte Daniel Giralt-Miracle, membro da igreja Batista da rua Verdi em Barcelona, ​​lembra que eles “entraram discretamente, separados, não cantávamos, havia um espírito de cela clandestina, de resistência. Foi um período muito difícil por causa da confusão que o nacional catolicismo fez com tudo o que era protestante”.

Outro episódio de repressão documentado no filme é o caso do pastor da Igreja Metodista, Enric Capó, que em 1973 foi processado pelo Tribunal de Ordem Pública por distribuição de panfletos evangélicos na estreia espanhola do filme Os Dez Mandamentos .

O documentário dá voz a 12 testemunhos evangélicos e seis especialistas que analisam o contexto histórico, político e religioso, entre eles o ex-vice-presidente regional da Catalunha Josep-Lluís Carod-Rovira .

O documentário está programado para ser exibido em várias igrejas da Catalunha nos próximos dias, e sua estreia televisiva está prevista para a emissora regional 33 no início do próximo ano, ainda sem data definada.

Folha Gospel com informações de Evangelical Focus