Ao deixarem restaurante nesta capital, na quinta-feira, 30, à noite, o pastor Emerson Morales, o teólogo Angel Román e seus acompanhantes foram assaltados e agredidos.

Em depoimento à polícia, os agredidos disseram que foram abordados por delinqüentes ao chegarem em casa. Eles estavam em dois veículos.

Com arma na mão, um dos marginais golpeou a cabeça do pastor Morales, que caiu no chão. O agressor exigiu que todos entregassem seus pertences e que se abaixassem. Após o saque, fugiu do local no carro do pastor, acompanhado pelos outros dois veículos no qual estavam seus cúmplices.

Morales pastoreia há cinco anos a igreja “Jesus é o caminho”, uma congregação pentecostal independente localizada em bairro pobre da cidade. Seu principal trabalho está orientado a oferecer auxílio a jovens em situação de risco.

O pastor também é coordenador do programa Encontros Interculturais, do Centro Evangélico de Estudos Pastorais da América Central (Cedepca), cargo que assumiu no segundo semestre deste ano.

O teólogo Ángel Román é guatemalteco, mas reside na Suíça, onde está concluindo os seus estudos doutorais. Durante o mês de outubro, ele visitava os seus familiares no país, quando participou de uma série de conferências sobre jovens e drogas, e métodos de estudos bíblicos.

O fato soma-se à onda de violência e criminalidade que aflige o país, chamado de a “eterna primavera”.

Fonte: ALC