As famílias de evangélicos são o grupo religioso que mais gastam com doações comparando com espíritas e católicos, apontou uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009

Segundo a POF, as famílias com maiores gastos são as chefiadas por espíritas que ganham quase o dobro de famílias de outras religiões, com média mensal de R$ 4.821,66. Entre os católicos, os gastos foram de R$ 2.602,42 e entre os evangélicos de origem pentecostal, de R$ 2. 035,01.

No item pensões, mesadas e doações, as famílias de evangélicos foram os que tiveram maiores percentagens na estrutura de seus gastos com 20,2% para os evangélicos de missão, 19,2% para os evangélicos de origem pentecostal e 13,3% para outros evangélicos. Os valores médios dos gastos foram de R$ 64,30, R$ 33,40 e R$ 31,36, respectivamente.

Enquanto isso, os espíritas apresentaram percentagem nesse item de 7,6%, os católicos, 9,2%, e outras religiões e sem religiões, 9,5%.

Na distribuição percentual dos grupos de despesas, habitação foi a que teve maior participação relativa em todos os estratos, com variação de aproximadamente 28% a 31%.

A segunda maior participação percentual entre os grupos de despesas foi a de transporte para o grupo outras evangélicas com 17,2%, espíritas com 16,2%, evangélicos de missão, 16,1%, e outras religiosidades, 14,9%.

Apesar da percentagem similar de gastos em transporte entre os grupos religiosos, os espíritas apresentaram maior valor em reais de gastos com transporte com média de R$ 780,84, enquanto outras evangélicas apresentaram R$ 476,98 e evangélicas de missão, R$ 454,39.

Essa é a primeira divulgação da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008/2009, que avaliou gastos com Habitação, Alimentação, Transporte, Saúde, Educação, Impostos, Contribuições trabalhistas, Pagamento de dívidas, entre outros.

A POF visitou cerca de 60 mil domicílios urbanos e rurais, entre maio de 2008 e maio de 2009.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]