Família vietnamita sendo tratada no hospital após ataque. (Foto: Reprodução/Premier)
Família vietnamita sendo tratada no hospital após ataque. (Foto: Reprodução/Premier)

Uma família vietnamita foi “brutalmente atacada” por causa de sua fé cristã, segundo a informações da Portas Abertas, que serve cristãos perseguidos em todo o mundo.

A família de três pessoas foi removida à força de sua casa em uma vila no norte do Vietnã.

Eles foram espancados e a filha de seis anos foi espancada tanto que ela entrou em coma, permanecendo nesse estado por um mês. Agora ela recuperou a consciência, mas não reconhece seus pais nem se lembra do incidente.

Recentemente, a família interrompeu a prática da aldeia de adoração aos ancestrais para se tornar cristã. As autoridades locais e toda a vila ficaram furiosas com a decisão deles mudarem de religião e atacaram a família.

Recusando-se a negar a fé, os moradores realizaram ataques, o Portas Abertas disse que a família foi “zombada, amarrada com cordas e severamente espancada ao ser arrastada por um terreno rochoso em direção à entrada da vila, forçando-os a sair”.

Os membros de sua igreja os levaram a um hospital próximo, onde foram tratados por três dias.

A família voltou para sua casa e vila, depois que o pastor conversou com as autoridades locais para permitir sua volta, no entanto, os moradores ainda os ameaçam e os “xingam” por causa de sua nova fé.

O Vietnã ocupa a 20ª posição na Lista Mundial da Perseguição da Portas Abertas, onde é mais difícil ser cristão.

O governo comunista no Vietnã monitora a atividade cristã e exerce um alto nível de pressão sobre todos os cristãos.

Fonte: Guia-me com informações de Premier