O pastor Felipe Heiderich foi absolvido pela Justiça do Rio de Janeiro das acusações de pedofilia. (Foto: Instagram/Felipe Heiderich)
O pastor Felipe Heiderich foi absolvido pela Justiça do Rio de Janeiro das acusações de pedofilia. (Foto: Instagram/Felipe Heiderich)

Preso e depois absolvido pela Justiça por conta de uma acusação de pedofilia feita por sua ex esposa, a pastora Bianca Toledo, o agora ex pastor Felipe Heiderich assumiu que é bissexual e que está namorando o youtuber Bruno de Simone. A revelação foi feita pelo próprio Felipe à coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

De acordo com a Heiderich, a bissexualidade entrou em sua vida recentemente, sobretudo após os acontecimentos envolvendo a acusação de pedofilia, como a prisão e a internação dele em um hospital psiquiátrico, fatos que classificou como “tragédia”.

– Fui criado na roça pela minha avó e, por isso, sempre tive um jeito mais educado ou delicado, como alguns gostam de enfatizar. Mas sempre tive namoradas, e todas elas podem testemunhar sobre isso. Assim como depois da tragédia que vivi e comecei a repensar na vida, sempre deixei claro que, se algum dia me apaixonasse por alguém, seja homem ou mulher, eu tornaria público – disse.

Felipe também falou sobre a reação que sua família teve diante da revelação da bissexualidade. De acordo com ele, a mãe ainda “está em choque”, mas os irmãos encaram a decisão de uma forma tranquila.

Quer Entender e Interpretar a Bíblia de Gênesis a Apocalipse para Pregar e Ensinar com Profundidade?

Clique Aqui

– Meus irmãos foram tranquilos. Diante de tudo o que passei, eles só querem me ver feliz. Minha mãe (acho que) ainda está em choque. Mas uma mãe que resgata um filho do hospício e sofre com ele 3 anos para mostrar sua inocência, eu creio que, em breve, ela também vai conseguir digerir tudo isso – declarou.

Heiderich também comentou como fica sua situação como pastor após a decisão. De acordo com ele, neste momento o título eclesiástico será renunciado “por amor à verdadeira Igreja”.

– Neste momento, eu abro mão do título eclesiástico. O título nunca foi importante pra mim. Ele não está no meu RG; então, eu sempre serei o Felipe, e isso pra mim basta. Neste momento eu não quero pastorear – completou.

Fonte: Pleno News