Uma freira escocesa de 55 anos herdou da mãe, que não conhecia, uma participação em um prostíbulo na Estíria, no sul da Áustria.

“Quando Linda K. morreu na Estíria entrou em contato conosco. A senhora tinha bens, mas não tinha marido ou descendentes. E também não havia testamento”, explicou ao jornal “KronenZeitung” o especialista em genealogia Nicolas Forster.

Dessa forma, um grupo de especialistas começou a trabalhar para localizar o parente mais próximo da freira e saber quem ficaria com o próspero bordel.

Segundo as investigações, Linda K. havia passado a juventude em um circo itinerante que percorreu vários países da Europa.

Durante uma série de apresentações pelo Reino Unido, ficou grávida e, após dar à luz, deixou a filha para adoção em um orfanato na Escócia.

Meio século mais tarde, os especialistas descobriram que Houston L., sua filha, vivia como freira em um convento próximo a Glasgow.

A freira não teve interesse no prostíbulo, e decidiu vender sua parte no negócio para doar o dinheiro a um projeto humanitário na Índia.

Fonte: EFE