Pregador de rua foi algemado e preso em Londres
Pregador de rua foi algemado e preso em Londres

Oluwole Ilesanmi, o nigeriano que foi preso no último sábado (23) por pregar o Evangelho nas ruas de Londres, falou sobre a fidelidade de Deus após sua libertação. Ele foi abordado por dois policiais e detido por “perturbar a paz”.

“A polícia entrou em cena e me arrancou de lá”, disse Oluwole em um vídeo produzido pela agência britânica de combate à perseguição, Christian Concern. “Eu fui levado para outro bairro em um lugar muito remoto, achando que eu não conseguiria voltar”.

Por 8 anos, Oluwole tem pregado em Southgate e outras partes de Londres. Ele já foi preso antes, mas desta vez o susto foi maior. O pregador contou à Christian Convern que foi levado pela polícia a um bairro desconhecido, onde foi deixado sem dinheiro para voltar para casa.

Ele conseguiu dinheiro com a ajuda de algumas pessoas que se solidarizaram com a situação, mas ao invés de ir para casa, ele voltou para a estação de metrô em Southgate e continuou pregando o Evangelho sem interferências.

“Nenhum mal, como a Palavra diz, chegará a minha tenda. Deus tem sido muito fiel”, destacou. “Agradeço a todos pelo que fizeram por mim”.

Na quarta-feira (27), foi iniciada uma investigação sobre o caso. A polícia admitiu que, embora o policial tenha acusado o pregador de fazer declarações “islamofóbicas”, nada confirma que isso tenha sido dito pelo cristão.

Segundo a Christian Concern, milhões de pessoas no Reino Unido e em todo o mundo expressaram indignação com a forma como o pregador foi tratado. A entidade pretende pressionar o governo do país a garantir o direito de liberdade de expressão para as pessoas que pregam em locais públicos.

Fonte: Guia-me