Missa católica
Missa católica

Após o Brasil confirmar o primeiro caso do coronavírus no país e Pernambuco notificar três casos suspeitos, a Arquidiocese de Olinda e Recife emitiu nesta quinta-feira (27) um comunicado às 143 paróquias dos 19 municípios mais o Arquipélago de Fernando de Noronha onde atua.

O arcebispo metropolitano Dom Fernando Saburido orientou que os párocos repassem também às medidas preventivas aos fiéis para minimizar as possibilidades de transmissão ativa do Covid-19 durante as missas no território arquidiocesano. 

Entre os procedimentos preventivos listados, sugere-se que os fiéis evitem a “saudação da paz”. Também é importante, de acordo com a Arquidiocese, que a comunhão seja administrada diretamente nas mãos do fiel e apenas sob uma espécie (a hóstia consagrada).

Outras recomendações específicas para as celebrações incluem evitar o aperto de mão durante a acolhida aos fiéis, não dar as mãos ao rezar o Pai-Nosso.

Em 2018, quando da epidemia do vírus H1N1 e Influenza A H3 sazonal, a Arquidiocese lançou à época recomendações semelhantes de forma a diminuir as chances de contágio durante as missas e atos religiosos. 

“Diante dessa propagação do coronavírus no mundo e da chegada ao Brasil, alguns padres e fiéis vieram pedir orientações à Arquidiocese. E Dom Fernando Saburido resolveu, diante da necessidade e da urgência, divulgar as medidas de prevenção seguindo a recomendação das autoridades sanitárias, assim como em 2018, pedindo aos fiéis e aos padres para se resguardarem uns dos outros, evitando assim a propagação do contágio do coronavírus. É importante ressaltar que essas orientações são uma forma de dizer como devemos nos comportar essencialmente durante as celebrações litúrgicas nas nossas igrejas”, ressaltou o vigário geral da Arquidiocese de Olinda e Recife, padre Luciano Brito. 

Confira abaixo a lista completa de recomendações às paróquias para prevenção do coronavírus

Evitar o aperto de mão durante a acolhida aos fiéis (evitar o toque corporal também)

Não dar as mãos ao rezar o Pai-Nosso

Omitir o abraço da paz

Distribuir a comunhão somente sob uma espécie, diretamente nas mãos dos fiéis diante do ministro (e não colocar a comunhão diretamente na boca dos fiéis)Higienizar as mãos muitas vezes ao dia com água e sabão ou álcool gel

Utilizar lenço descartável para higiene nasal

Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis a cada uso) a boca e o nariz ao tossir ou espirrar

Evitar tocar no nariz ou boca após contato com superfícies

Manter os ambientes bem ventilados

Evitar contato próximo a pessoas que apresentam sinais da doença Orientar para que o doente evite sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença

Evitar locais com multidão

Repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos

Fonte: Arquidiocese de Olinda e Recife

Fonte: Diário de Pernambuco