A Igreja Católica foi condenada a pagar 240.000 dólares aos pais de dois menores abusados por um sacerdote.

Um tribunal colombiano condenou a Igreja Católica desse país a pagar 430 milhões de pesos (240.000 dólares) aos pais de dois menores abusados por um sacerdote condenado e preso por esse caso, em uma sentença sem antecedentes, informou um líder católico à AFP nesta quarta-feira.

A sentença foi proferida pelo tribunal superior da cidade de Ibagué contra a diocese das cidades de Líbano e Honda, departamento de Tolima (centro), lideradas pelo sacerdote Luis Enrique Duque Valencia, de 65 anos, que cumpre pena de 18 anos de prisão.

O sacerdote foi condenado pelo crime de abuso sexual contra duas crianças que tinham 7 e 9 anos em 2007, quando ocorreram os crimes.

As crianças são filhos de uma família deslocada pela violência no país, e que foram acolhidos pelo sacerdote por conta da pobreza dos pais.

A sentença foi apelada diante da Corte Suprema de Justiça porque a Igreja Católica colombiana considera que o caso já foi judicializado com a condenação contra o sacerdote, e a Igreja como instituição não poderia responder pelo caso particular de um de seus membros, disse o monsenhor Juan Vicente Córdoba.

“O padre já foi castigado e não há uma relação contratual entre ele e a Igreja. A relação não é trabalhista e sim espiritual. É um caso privado pela conduta pessoal”, afirmou o secretário-geral da Conferência Episcopal da Colômbia em suas declarações à AFP.

Apesar de a Justiça da Colômbia já ter condenado diversos sacerdotes por diferentes casos de pedofilia, esta é a primeira vez que a Justiça colombiana profere uma decisão contra a Igreja Católica como instituição.

[b]Fonte: D24am[/b]