Padres são acusados de abuso sexual
Padres são acusados de abuso sexual

Um relatório da Conferência Episcopal Francesa sobre pedofilia na Igreja revelou que nos últimos dois anos foram feitas 320 denúncias de abusos sexuais a menores, cometidos por clérigos.

O relatório foi apresentado numa Assembleia Plenária que reuniu os diversos bispos de França e denotou um aumento acentuado destes casos face a outros anos: entre 2010 e 2016 foram efetuadas apenas 220 denúncias do mesmo teor.

Uma das principais razões que justificaram esta subida foi a criação da Comissão Independente sobre Abuso Sexual na Igreja, em 2018, que, aliada às várias células de acolhimento e escuta nas dioceses, melhorou o processo de denúncia destes abusos.

Segundo a Conferência Episcopal, das 97 dioceses e arquidioceses francesas, 83 abriram estas mesmas células de escuta e acolhimento.

O relatório dá uma visão precisa da situação nos últimos dois anos, apresentando uma atualização dos números, bem como das ações realizadas tanto a nível local e nacional como a nível global da Igreja.

Neste período de tempo, 57 clérigos foram suspensos e 13 foram condenados a uma pena canônica, sendo que alguns dos acusados já faleceram e outros não foram devidamente identificados.

“Embora ainda haja muito a fazer para que a Igreja se torne uma casa segura para todos, o relatório evidencia a firme determinação dos bispos de ir mais além e implementar as medidas necessárias para enfrentar este desafio urgente”, aponta o documento. 

Fonte: Cofina Media – Portugal